Crianças e animais de estimação

Crianças e animais de estimação

Entre os 8 e os 10 anos é a idade ideal para permitir à criança adoptar um animal de estimação. Nesta idade já é consciente das responsabilidades que esse gesto implica e a criança estará disposta a assumi-las. De qualquer das formas, não será raro que sejam os pais os que terão de ocupar-se habitualmente dos cuidados do animal. Então, porquê autorizar a criança a acolher um animal? Os benefícios são vários.

Em primeiro lugar, os especialistas consideram que as crianças e os animais compartilham a mesma ferramenta de comunicação: as brincadeiras. Através do entretenimento e da cumplicidade entre ambos, as crianças falam com os seus animais, contam-lhes a sua vida, expressam-lhes os seus medos, … Os animais de estimação são utilizados como nexo de união entre a criança e o terapeuta, já que o animal permite detectar geralmente possíveis carência afectivas ou emocionais.

Também, através do animal, a criança descobre a relação de dependência e responsabilidade. Mais do que um dono, é um amigo, um companheiro, um confidente, … e como tal, acalma-o, dá-lhe segurança e paz, vendo que o animal está perto dele e devolve-lhe o amor recebido.

Escolhe, preferencialmente, um animal de estimação que tenha fama de ser calmo e paciente com as crianças. De qualquer das formas, temos de estar vigilantes e nunca deixar uma criança sozinha como o animal. Não importa o paciente e doce que seja. Não deixa de ser um animal e o seu comportamento é em certas ocasiões imprevisível.

Para evitar qualquer risco de mordidelas e arranhões, é importante que expliques ao teu filho que respeite o animal e nunca lhe maltrate, inclusive a brincar. Também deveremos ser firmes em relação à proibição de que o animal se deite na cama da criança.

Deves saber que se o teu filho sofre de eczema ou de asma, poderá apresentar alergia aos pelos dos animais, em cujo caso deves separá-los do cão, gato ou outro animal com pelo ou penas. Tenta confirmar com antecedência, pois a separação não será fácil nem para a criança, nem para o animal, nem para ti.

Tomadas todas estas precauções, o teu filho viverá uma experiência muito agradável. Com o animal de estimação, o pequeno terá a impressão de ter um amigo fiel, perto do qual poderá encontrar paz, calma e consolo. Para além de crescer no percurso das suas responsabilidades.

Partilha na tua rede social:
Mais no ABC Crianças:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook